30.4.08

A boa educação.

(dedico aos meus pais e avós)

Minha avó, como todas as pessoas com mais idade e experiência, é uma pessoa sábia. Quando conversávamos um dia sobre meus estudos, ela perguntou: Mas o que é educação pra você? Essa pergunta alimentou momentos de reflexão e a vontade de escrever esse texto.

A boa educação acontece não só na escola, mas em todos os lugares. Ela desperta o desejo do auto-conhecimento e nos faz pensar sobre o que somos, nossos valores e desejos. Com ela, nos conscientizamos das milhares de escolhas que fazemos diariamente e que todas elas têm consequências.

A boa educação alimenta a busca pelo aprimoramento, mas também nos leva a aceitar nossas limitações, a ter paciência. Conseguimos entender, sem desespero, que nada ou ninguém será do jeito que idealizamos.

A boa educação ocorre mais com indagações do que afirmações. Ela nos ensina a encontrar as melhores perguntas, que na maioria das vezes têm várias respostas. Essas respostas, por sua vez, são geralmente mais complexas do que imaginávamos.

Compreendemos que conclusões precipitadas e idéias pré-concebidas atrapalham o saber. Ideologias perdem o sentido, nos expomos ao novo e nos tornamos mais tolerantes com o diferente.

Percebemos que os relacionamentos são uma grande fonte de conhecimento. Ao mesmo tempo, a boa educação faz com que melhoremos nossos relacionamentos com nós mesmos, com os outros e com o mundo.

A boa educação inclui a palavra, o sorriso, o carinho, a seriedade e a firmeza; Acontece através de concessões e da imposição de limites; Instrui a questionar corretamente e pensar claramente; Requer e resulta em aproximação.

A boa educação é um processo, um caminho constante e eterno. Vem dos professores, dos pais, amigos e daqueles que não têm nada a ver com a gente. Precisa do olhar, do toque, da mente e do coração.

Observe, indague, reflita e aprenda.

Rafael é educador e neto de Bebel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário