12.5.08

Notícia: Empreendedorismo para gerar emprego e renda


De: http://empresas.globo.com/Empresasenegocios/0,19125,ERA1680591-2574,00.html

Um convênio foi assinado na Rocinha, maior favela da América Latina, com cerca de 150 mil habitantes, localizada na zona sul do Rio de Janeiro. Seu objetivo é gerar renda e emprego para a comunidade através do empreendedorismo. A construção de alternativas junto com a comunidade local é o grande diferencial deste projeto. Foram os próprios moradores que identificaram as áreas prioritárias para o começo das ações: comércio, serviços e turismo; esporte e cultura e artesanato e meio ambiente. A estimativa é que entre 1,5 mil e 2 mil famílias sejam beneficiadas nos próximos dois anos, segundo informou a Agência Sebrae.

São parceiros o Ministério da Cultura, empresas privadas, Banco do Brasil, Instituto Gênesis da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ) e cerca de 30 entidades que atuam na Rocinha. Apresentações de grupos de dança, chorinho e capoeira marcaram a cerimônia que formaliza um projeto ambicioso do Sebrae no Rio de Janeiro: criar um cenário de desenvolvimento econômico e social na Rocinha. A meta é aumentar em 10% o número de pessoas ocupadas até dezembro de 2010.

Na prática, o projeto já começou. Lideranças locais foram capacitadas nos cursos Liderar e Líder Cidadão para olhar a comunidade de forma diferenciada, identificando os problemas e encontrando as melhores alternativas para solucioná-los. Para mostrar a importância do conhecimento, foram entregues ainda diplomas para os participantes do curso Elaboração de Projetos e Capacitação de Recursos. Só este ano, serão realizados outros dez cursos na área de Empreendedorismo, ampliando significativamente as ações do Sebrae/RJ, que atua na Rocinha desde 1996, através de um Balcão na comunidade.

'O Brasil está vivendo um momento especial, quando mais de 40 milhões de pessoas saíram da linha da pobreza. Mas para aproveitar o ciclo de crescimento é preciso ter ferramentas. O Sebrae não é protagonista de nada. Nosso papel é de ajudar as pessoas a desenvolverem suas capacidades. Vocês já estão fazendo isso e merecem os parabéns. Agora é aproveitar a capacitação e a união de todas estas entidades para crescer na vida. Vocês devem praticar surfe nessa onda', brincou o diretor-superintendente do Sebrae/RJ, Sérgio Malta, que entregou os diplomas.

'O desenvolvimento deste projeto com entidades locais é um diferencial muito importante porque tem como elemento catalisador a força da identidade cultural que reforça a união e é capaz de provocar uma mudança de vida', disse o representante do Ministério da Cultura, Adair Rocha. O Ministério e Sebrae/RJ também pretendem montar um Museu Popular da Rocinha, e um Centro de História e Memória da Rocinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário