31.7.09

Vai uma leitura aí?

Antes, porém, uma novidade/convite: estou começando um projeto com ninguém menos que a rainha do samba, Beth Carvalho. Pretendemos criar um curso que se propõe a unir samba, português, matemática e tecnologias para dar mais sentido e motivação à experiência educativa de alguns alunos. Quem tiver interessado em colaborar, por favor entre em contato.

Quero também agradecer mais uma vez a todos que têm me ajudado a compartilhar ideias através de recomendações do blog. Um muito obrigado especial a: Cládia Almeida, Conteúdos Educacionais, Instituto Claro, EducaRede Brasil e Roberta Godoy. Sugiro que vocês sigam essa galera no Twitter pra receber notícias e informações super valiosas.

A seguir, vários textos e livros que achei bem interessantes. Espero que vocês gostem. ;)

#em_português

Educomunicação, um novo jeito de fazer jornalismo

Desescolarizando a sociedade

Crítica do livro Persuasive Games, do blog do Professor Mattar

Linguistas usam tecnologia para salvar idiomas da extinção

#em_inglês

Handbook of Emerging Technologies for Learning

Educating the Net Generation

Twelve Essentials for Technology Integration

How the World's Best-Performing School Systems Come Out on Top, by McKinsey & Company

Using Digital Technologies to Promote Inclusive Practices in Education

The Future of Learning: Institutions in a Digital Age

Challenge Based Learning

Twitter Handbook for Teachers

#em_espanhol

Nuevas Tecologías rompieron la "linealidad" del aprendizage

Catálogo de Recursos Didácticos de la Web 2.0


BOA LEITURA!!!

27.7.09

As crianças vêem. As crianças fazem.

Eduque sendo exemplar. Um pai exemplar. Uma mãe exemplar. Um amigo exemplar. Uma professora exemplar. Um humano exemplar. Seja humano. Ser humano.

21.7.09

Por que tecnologia?

Há algum tempo, o professor Ben Grey publicou um texto com esse título em seu blog. Nele, ele explica que os cortes nos orçamentos provocados pela crise estão levando vários distritos a investir menos ou até não investir em tecnologia. Afinal de contas, esse investimento muitas vezes não provocava um aumento significativo nas notas dos alunos. Ele convidou amigos e leitores a refletir sobre essa questão: o que diriam aos gestores se fossem perguntados "por que devemos investir em tecnologia?". As respostas foram tantas (você pode ver algumas aqui, aqui, aqui e aqui) e tão imediatas, que ele sentiu a necessidade de escrever um novo texto, bem looongo, incluindo as reflexões que considerou mais importantes. Abaixo eu reproduzo alguns dos melhores argumentos:

- As tecnologias permitem aos alunos criar, colaborar e compartilhar;

- Através da utilização de tecnologias, os alunos podem vivenciar o objeto da aprendizagem, entrevistando pessoas, fazendo visitas virtuais, ouvindo discursos, assistindo a palestras de especialistas e isso tudo faz com que o impacto da aprendizagem seja muito maior, não só na memória e no que é aprendido, mas na motivação para participar das aulas;

- As tecnologias criam oportunidades que não seriam possíveis sem elas, como a melhoria da qualidade da educação para educandos que moram em lugares remotos;

- A tecnologia está presente e em constante mudança em nossas vidas. Utilizamos tecnologias para o trabalho, comunicação, diversão, etc. Em qualquer área, aqueles que não estão abertos para "desaprender" e reaprender novas tecnologias se tornam inúteis e irrelevantes;

- Os educandos passam a ser mais autônomos, curiosos e criativos usando novas tecnologias.

Eu ainda adicionaria outras razões:

- Os educandos de hoje são nativos digitais, se comportam e pensam de maneira diferente de outras gerações. A utilização de tecnologia pode aproximar ou afastar educandos e educadores, gerando um grande impacto nos relacionamentos e, consequentemente, na aprendizagem;

- A utilização apropriada de tecnologias pode baratear custos (cursos a distância, skype, livros virtuais, etc);

- As tecnologias também podem tornar o trabalho dos educadores mais fácil e divertido;

- As tecnologias estão nos fazendo repensar tudo o que está relacionado com educação: o que é uma escola, a necessidade de livros, o papel do educador, o que deve ser aprendido, etc;

- A tecnologia NÃO é só um meio. É uma linguagem. É um fim. É algo que os educandos devem aprender pra que possam ser realmente atuantes no mundo atual. Não saber como usar a internet, o Word, um blog, o Powerpoint é ser um excluído. Por isso, a utilização de tecnologias precisa ser aprendida na escola ou os educandos correm o risco de ter suas possibilidades e oportunidades limitadas.

9.7.09

Algumas pesquisas importantes sobre tecnologias na educação

Informática na educação: teoria & prática é um periódico científico editado pelo programa de Pós-Graduação em Informática na Educação, do Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação-CINTED, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Repositório de produções do GEC, Grupo de Pesquisa em Educação, Comunicação e Tecnologias. O grupo tem o intuito de implantar uma linha de estudos articulada com as dimensões de ensino e extensão, pretendendo problematizar a presença de tecnologias da informação e comunicação na educação.

A revista Educação, Formação & Tecnologias é uma publicação de carácter científico com objectivos de divulgação da investigação e das práticas referentes à temática da utilização das tecnologias da informação e comunicação na educação e na formação.

Nessa página do Instituto Claro, há um espaço dedicado ao mapeamento, disseminação e discussão de estudos acadêmicos, a fim de incentivar a reflexão sobre a aprendizagem no contexto da cultura digital.

Em inglês:

Biblioteca de tecnologias da educação e informação tem papers e artigos sobre as últimas pesquisas, desenvolvimentos e aplicações relacionadas a tecnologias na educação e aprendizagem virtual.

Revista científica com vários artigos sobre a utilização de tecnologias para a aprendizagem.

Estudo do Departamento de Educação (= ministério) dos Estados Unidos conclui que o ensino pode ser melhorado com novas tecnologias. Nesse outro artigo, esse mesmo departamento também diz que encontrou evidências de que a aprendizagem semi-virtual é mais eficiente do que ambas presencial ou online. Além disso, na comparação entre presencial e virtual, a aprendizagem virtual é pelo menos tão boa quanto a aprendizagem presencial e pode até ter vantangens com relação aos resultados dos alunos e a quantidade de tempo que os alunos passam aprendendo (e a qualidade dessa aprendizagem).

Essa página tem vários relatórios sobre a utilização de games, celulares e outras mídias para a aprendizagem de crianças.

Relatório examina os tipos de habilidades e capacidades que os alunos precisam ter para se beneficiarem das tecnologias e recursos disponíveis para suportar a aprendizagem e as diferentes maneiras em que as instituições estimulam a aquisição dessas habilidades e capacidades.

Texto publicado no blog da especialista Maureen Cain sobre três relatórios que relacionam criatividade e as capacidades do século 21.

Pesquisa aponta para o aumento na motivação dos alunos através da utilização de tecnologias na educação.

Artigo sobre ferramentas colaborativas que melhoram a aprendizagem em ambientes virtuais.

Artigo sobre o planejamento de aportunidades de colaboração e troca em experiências de aprendizagem virtual.

Relatório sobre a utilização de bibliotecas em telefones celulares.

Se vocês souberem de outras pesquisas, estudos e relatórios importantes, por favor me enviem, OK?

;)

6.7.09

Novas regras para uma nova educação

Do blog Education Innovation, do Rob Jacobs. Tanto o blog quanto o autor são fantásticos.

1. Venha para a escola todos os dias, a menos que você prefira ir para a escola online.

2. Chegue pontualmente para a aula, ou entre na aula online quando for mais conveniente pra você.

3. Saia do seu lugar só quando necessário, que deve ser com muita frequência para que você colabore com os outros ou demonstre algo para a turma.

4. Traga os materiais requeridos, inclusive o seu laptop e o seu celular.

5. Fale só quando permitido, mande mensagens de texto em todos os outros momentos.

6. Não converse com os seus vizinhos, a menos que seja para compartilhar ideias, pedir ou dar ajuda.

7. Seja educado ao falar, blogar, tuitar, mandar mensagens de texto, etc.

8. Não cole, mas mexa, dê um novo propósito e experimente com o trabalho e as ideias de outras pessoas, sempre dando o crédito.

9. Siga as instruções do professor imediatamente e as instruções dos seus amigos também.

10. Seja educado, cordial e respeitoso em todos os momentos tanto nos ambientes físicos, quanto virtuais.

11. Complete todas as tarefas perfeitamente e dentro do tempo e envie o resultado por email, publique no seu blog, wiki ou compartilhe com seus seguidores do Twitter.

12. Fique com as suas mãos sobre você mesmo, mas compartilhe todas as suas ideias e o seu conhecimento com os outros membros da sua rede pessoal de aprendizagem.

13. Fique em silêncio nas filas, corredores e banheiros, a menos que você esteja em casa, conectado à sala de aula virtual. Nesse caso, você pode estar ouvindo música e dançando.

14. Se você precisar de ajuda, levante a sua mão, mas não espere pelo professor para conseguir ajuda dos seus colegas da sua rede pessoal de aprendizagem.

15. Saiba o que você deve estar aprendendo, o porquê de estar aprendendo isso e o que vai fazer com esse conhecimento.

#VÍDEOS_FANTÁSTICOS

Edutopia _ing: Como usar ferramentas de mídias em sala de aula

Yappr: Vídeos de entretenimento pra quem está aprendendo inglês

IsteVision _ing: Váááááários vídeos excelentes de uma conferência sobre tecnologias na educação

Vídeo muito legal sobre cyberbullying

Vídeo de uma apresentação do Will Richardson sobre as mudanças na educação - looongo, mas é demais! "O mundo é a minha sala de aula"

1.7.09

Novidades, sugestões e ferramentas

Bom, antes das sugestões e ferramentas, quero contar duas grandes notícias:

1) No dia 22 de junho, me encontrei com a Claudia Costin, secretária de educação do município do Rio de Janeiro, no evento OsteRio: O desafio de melhorar a qualidade da educação no Rio de Janeiro, promovido pelo IETS (mais informações sobre o evento aqui no blog do Simon Schwartzman). Depois do evento, ela me convidou para participar do conselho que se reúne uma vez por mês para discutir as ações da secretaria. Eu já fui a uma reunião e achei muito legal.

2) Terminei ontem de escrever o artigo "A globalização, a convergência educacional e seus impactos no sistema educacional brasileiro" para a revista Sinais Sociais, do SESC. Se for aprovado e publicado, coloco um link aqui pra quem quiser ler. Agora é focar minhas energias pra terminar a pesquisa do doutorado e a tese!

#SUGESTÕES

O blog do professor Michel é bem legal, principalmente pra quem está estudando pro ENEM.

A página Conteúdos Educacionais, da Microsoft, é imperdível: "Desde 2003 a iniciativa mundial Parceiros na Aprendizagem da Microsoft, em conjunto com instituições e universidades, tem desenvolvido diferentes Programas Educacionais que estimulam e capacitam o uso da tecnologia por alunos e educadores no dia a dia escolar, com objetivo de aprimorar a qualidade do ensino-aprendizagem e intensificar a inclusão digital e social. Agora, essa experiência acumulada está a sua disposição! Os conteúdos dos Programas Educacionais estão reunidos aqui neste espaço e disponíveis para download, para sua total autonomia".
Se for escolher um dos conteúdos pra começar, sugiro o "Escola Digital": "uma minissérie de 13 episódios produzida pelo Canal Futura em parceria com o Instituo Ayrton Senna e Microsoft, em que personagens de ficção convivem com alunos e professores reais de escolas públicas. A minissérie estimula a inclusão digital e mostra exemplos de como a tecnologia traz benefícios para a escola e de como os alunos podem descobrir e explorar seu potencial".

#FERRAMENTAS


Essa página do Educarede (em português) traz uma série de sugestões de atividades para várias disciplinas.

No Education Reporting (em inglês), 27 recursos sobre gerenciamento de sala de aula, recursos de multimídia e ideias pedagógicas.

O Turning Talk (em inglês) é um site de relacionamentos sociais para professores que prioriza o compartilhamento de estratégias de ensino e o uso de sistemas de respostas interativas na sala de aula. Nele, os educadores podem se comunicar e colaborar com uma série de ferramentas da web, criar seus blogs, etc. Que tal criar um site desse no Ning para professores brasileiros?

O mySchoolog é uma aplicação baseada na web que pode ser utilizada gratuitamente pelos alunos para organização de agendas, provas, notas, deveres de casa, etc. É uma agenda virtual mesmo.

O Past/Present (em inglês) traz uma abordagem irreverente e mágina para o ensino de história. Os alunos passam por uma imersão em um game e jogam como se vivessem as vidas de pessoas que viveram em outras épocas.

A Penguin Books acabou de lançar um novo site onde as crianças podem jogar e criar suas próprias estórias virtuais, livros e jogos e depois enviá-los para amigos. Dois problemas: é em inglês e custa 10 doletas.

Pra quem, como eu, faz pesquisas na web, o Zotero (em inglês) é uma excelente ferramenta! É um plug-in para o Firefox que te permite juntar, organizar e anotar sobre o material que você está pesquisando online!

Bom para as aulas de geografia, história, ou pra quem vai viajar, esse site apresenta várias ferramentas úteis que podem ser utilizadas com mapas, calculando o custo do táxi em Nova York, por exemplo.

O WikiMatrix (em inglês) compara artigos da Wiki e o Placeopedia (em inglês) conecta os artigos da Wikipedia com os locais geográficos.

Aqui nessa página tem uma receita de molho de cachorro quente bem fácil. Se você preferir, pode passar na minha casa hoje, que é dia de experiências culinárias, hahahaha...

Pra terminar por hoje, deixo vocês com esse videozinho sobre as 5.75 perguntas que você tem evitado...
1) O que tem dado certo na sua vida? Celebre. Agora.
2) O que você tem tentado ignorar? Preste atenção. Enfrente.
3) O que tem te entediado? Saia da zona de conforto. Sacuda a poeira.
4) Como você quer ser lembrado? Sua biografia já está pela metade. Decida a outra metade.
5) Quem você ama? Pessoas. Então ame pra valer e seja amado.
0.75) Mude?!

Seja paciente com tudo que não está resolvido no seu coração
Ame as perguntas. Nesse momento, você precisa viver a pergunta
Talvez você vá gradualmente, sem nem perceber, viver a resposta
Rainer Maria Rilke, poeta