27.8.09

POR FAVOR, não ensine isso!!!

O texto a seguir foi traduzido/adaptado por mim de um texto publicado por Scott McLeod, professor e coordenador do programa de gestão educacional da Universidade de Iowa, em seu blog - o texto original está aqui. Concordo que educar é estabelecer limites. Ao mesmo tempo, não concordo com a proibição da utilização de celulares, internet, redes sociais por não acreditar que essa proibição eduque. Educar, nesse sentido, é orientar para a utilização adequada, através de uma supervisão constante de pais e educadores, em geral. Quero saber a opinião de vocês.

Abraços, Rafa.

prezados pais

professores

gestores

membros de conselhos


não ensine crianças e jovens a ler

para a web

escanear textos

RSS

agregar

sintetizar


não ensine crianças e jovens a escrever

online


caneta e papel não vão fugir

desde quando crianças e jovens precisam de um público?


não há necessidade de hyperlinks

ou fazer vídeos

áudio

Flash


não conectem, agora


não devem fazer parte de redes sociais

ou bate-papos onine

ou comentários

ou redes profissionais de aprendizagem

blogs e twitter?

isso tudo é tão egocêntrico

que bando de besteira


e definitivamente, absolutamente, de forma alguma, não deixem utilizar celulares


bloqueiem tudo

tranquem tudo

deixem tudo de fora


isso é coisa do mal, sabe

tem tanta coisa ruim aí fora

temos que cuidar das crianças e jovens


você não sabia que colaboração é só outra palavra para colar em testes e exames?

não tem noção de quanta porcaria está na internet?

nunca ouviu falar de pedofilia?

ou agressões virtuais?


um computador 24 horas por dia, 7 dias por semana? não, obrigado

Eu não quero isso

criar

compartilhar

pensar

aprender

você sabe que eles só vão procurar pornografia

e se conectar a gente do mal

não podemos confiar neles

não faça nada disso, por favor!


sério



porque eu deixo as minhas crianças e jovens fazerem tudo isso


e não posso esperar pra ver quem estará mais preparado em uma década ou duas

você consegue?

24.8.09

Sessão VÍDEOS FANDÁRDIGOS!!!

Do blog do Tas: "Aula de neurociência com Prof. Bobby McFerrin. Sempre acreditei: os artistas podem ser os melhores professores e os professores os melhores artistas." O professor diz no final: "Independentemente de onde eu esteja, o público entende e participa" e o outro participante brinca, oferecendo um emprego na organização do festival.



Goomoodleikog: Quatro ferramentas baseadas na web podem melhorar a aprendizagem levando as melhores práticas na educação a um nível superior, mais fácil, mais rápido e muito mais divertido - em inglês.



Outros #edtech videos aqui.

100 aulas excelentes para melhorar o seu letramento em novas mídias (em inglês) - para pessoas que querem aprender mais sobre novas mídias e seu potencial em áreas como educação, comunicação global e artes. Os vídeos contem ideias de cientistas, historiadores, engenheiros e outros profissionais que estão trabalhando nesse ramo e podem ensinar sobre o estado atual de novas mídias no mundo.

Vídeos que explicam o que é PLP (powerful learning practice - prática poderosa de aprendizagem) - em inglês. Esse é um método em que educadores participam de um programa de formação de longo prazo e imerso em seus próprios ambientes de trabalho que visa criar ambientes de aprendizagem apropriados para o novo século. Esse programa também envolve a utilização de ferramentas sociais da web para a criação de uma comunidade global de aprendizagem que debate e re-imagina suas próprias práticas pessoais de aprendizagem.

Vídeos do "Conteúdos Educacionais", iniciativa da Microsoft com vários cursos relacionados à aplicação das tecnologias na educação. Por exemplo, esse de gestão escolar e tecnologias:

12.8.09

Tudo sobre Twitter e educação

Essa semana foi lançado o livro "Tudo o que você precisa saber sobre o Twitter", do Juliano Spyer e da Talk 2. Se você ainda não está tuitando ou se ainda não conseguiu entender a funcionalidade da ferramenta de micro-blogging, sugiro que você dê uma olhada no livro. É em português e você pode fazer o download gratuito nesse link.

Outro recurso super detalhado e excelente sobre o Twitter também foi lançado essa semana, mas pela Mashable e em inglês - acesse o guia aqui.

Eu já disse algumas vezes, inclusive aqui no blog. O Twitter é super útil por uma série de razões, não necessariamente como msn, pra você dizer o que está fazendo, ou pra ficar sabendo da vida de celebridades. Como educador, é claro que a utilidade do Twitter pra mim está relacionado à educação. Passo pelo menos uma hora no Twitter quase todos os dias, recebendo notícias e links de profissionais do mundo inteiro que se interessam por tecnologias aplicadas à educação. Ou seja, o Twitter, pra mim, é a principal fonte de recursos, ferramentas e informações hoje.

Vários experimentos têm sido feitos para a utilização do Twitter em educação a distância ou mesmo durante as aulas. Um exemplo prático de como o Twitter vem sendo utilizado na educação no Brasil vem do programa "Minha Terra", do EducaRede. Os participantes da comunidade do projeto, entre professores e alunos, aceitam o “Desafio Twitter” e se comprometem a cumprir várias fases. Depois, criam grupos de seguidores e seguidos de acordo a temática, formando sua própria comunidade.

É claro que isso tem causado controvérsia, mas deixo vocês com uma série de artigos e recursos pra vocês tirarem as suas próprias conclusões.

Em português:

Sérgio Amadeu: Twitter na educação


Débora Batello: Você realmente precisa do Twitter para dar uma aula?

Ana Beatriz Gomes: Twitter na educação: uma questão de tempo?

Rede Vivo Educação: Usos do Twitter na educação


João Mattar: Twitter e educação

Rômulo de Andrade Faria_ Planeta Educação: Aprendendo inglês pelo Twitter

In English:

Twitter workshop







En español:





6.8.09

Homenagem do Telecurso ao Dia do Estudante


Uma observação minha: o Telecurso faz um excelente trabalho de aceleração da aprendizagem em diversos estados brasileiros. Esse trabalho é ainda mais importante para aqueles que moram em regiões remotas e precisam das tecnologias para terem uma educação de qualidade.

Estudantes serão homenageados em quatro estados brasileiros.

Festas serão transmitidas ao vivo, em rede nacional.

Muita gente não sabe, mas dia 11 de agosto é o Dia do Estudante. Uma data esquecida no calendário nacional, mas que precisa ser lembrada e difundida por conter uma mensagem fundamental: a educação é um direito constitucional, reconhecido e exercido de maneira plena por milhares de pessoas, apesar das dificuldades.

É importante lembrar que muitos estudantes fazem valer o seu direito de aprender, mudam as suas comunidades, descobrem soluções para problemas cotidianos, transformam a educação diariamente. E é para comemorar o sucesso deles e o que eles representam para o país, que a data precisa alcançar uma repercussão mais abrangente, mais significativa.

Pensando nisso, o Telecurso e seus parceiros vão promover uma grande festa para celebrar o direito de estudar e incentivar novas mudanças. O objetivo é dar voz ao estudante brasileiro, mostrar seus diversos perfis, qualidades e os percalços que ainda enfrenta por uma educação digna.

Em quatro cerimônias simultâneas, que acontecem às 15h30, em Manaus, Rio de Janeiro, Palmas e Recife, o Telecurso vai reunir governantes, parceiros, educadores e estudantes. Acre, Amazonas, Rio de Janeiro, Pernambuco, Tocantins e o Distrito Federal adotaram a metodologia do Telecurso como política pública de ensino. Com essa iniciativa, a Fundação Roberto Marinho pretende mostrar o compromisso de cada um desses estados na ampliação do direito de estudar, além de lançar a idéia para todo o país que o Dia do Estudante seja, nos próximos anos, uma data celebrada pelos brasileiros.

No Rio de Janeiro, a festa acontece no Jardim Botânico, com a presença de Tantinho da Mangueira; em Recife, Maestro Forró sobe ao palco do Teatro Santa Isabel; em Palmas, no Teatro Fernanda Montenegro, os alunos serão homenageados por Dorivan Borges da Silva e os Tambores do Tocantins, e em Manaus a festa fica por conta de Zezinho Corrêa, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia.

Ex-alunos ilustres do Telecurso, como o deputado federal Vicentinho, e o mestre em filosofia e autor do curso de Filosofia do Telecurso, Paulo Cavalcanti, também estarão presentes em Recife e Palmas, respectivamente.

A celebração ainda vai proporcionar o intercambio de atuais alunos do programa de diferentes estados. Enquanto o acreano Samoel Lima e a amazonense Mirna de Albuquerque contam suas experiências ao Rio de Janeiro; a carioca Mara Jane do Nascimento fala para os estudantes do estado do Amazonas; Weslei Jackson, do Distrito Federal conversa, em Palmas, com os novos estudantes do Tocantins.

As atividades - que terão em média uma hora de duração - serão exibidas ao vivo e em rede nacional, unindo os estados que participam da festa numa edição especial do Jornal Futura ao Dia do Estudante, que vai ao ar das 16h às 16h30. A ideia é fazer com que todos se vejam e se reconheçam ao incentivar a Educação no país. Afinal, os 58 milhões de estudantes brasileiros são muito mais do que números em estatísticas de ensino.


Você sabia?

No dia 11 de agosto de 1827, Dom Pedro instituiu no Brasil os primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais. Um na capital paulista, outro em Olinda, em Pernambuco. Antes disso, quem quisesse estudar tinha que ir a Portugal em busca de conhecimento. Um século depois da criação dos cursos de Direito, foi proposto que o dia fosse escolhido para homenagear todos os estudantes.

Ao longo dos anos, a homenagem ficou
esquecida em meio às estatísticas invariavelmente caóticas, e hoje, os alunos brasileiros, de modo geral, são apenas números em estatísticas que ilustram índices negativos de repetência escolar, de defasagem idade-série, evasão e de insucesso nos exames nacionais e internacionais.

DATA: 11 DE AGOSTO DE 2009, 15h30

LOCAIS:

Rio de Janeiro/Rio de Janeiro: Museu do Meio Ambiente - Jardim Botânico

Recife/Pernambuco: Teatro Santa Isabel

Palmas/Tocantins: Teatro Fernanda Montenegro

Manaus/Amazonas: Centro Cultural dos Povos da Amazônia

ATRAÇÕES:

Rio de Janeiro/Rio de Janeiro: Tantinho da Mangueira

Recife/Pernambuco: Maestro Forró

Palmas/Tocantins: Dorivan Borges da Silva e os Tambores do Tocantins

Manaus/Amazonas: Zezinho Corrêa

Outras informações:

Approach

Cadija Tissiani - (21) 3232-8861 / (21) 9468 0092

cadija.approach@frm.org.br

FRM

Adriana Martins - (21) 3232 8864

Adriana@frm.org.br