30.11.11

O dia que conheci Rubem Alves

Eu gosto de gente que brilha e que te deixa com vontade de grudar nelas e nunca mais largar. Mas tem uns que ainda conseguem ir além! Que irradiam e que te emocionam, te inspiram, te dão uma alegria gigantesca e instantânea pelo simples fato de estar vivo. Na minha vida eu tive a sorte de conhecer duas pessoas desse último tipo. Uma foi o professor Antônio Carlos Gomes da Costa, que, infelizmente, faleceu no começo desse ano. O outro foi Rubem Alves, que conheci ontem, que me cumprimentou e que fez o dia 29/11/11 um dos mais especiais da minha vida.

Eu sempre gostei dele e, pra ser bem sincero, acho meio difícil ser diferente. Como não gostar de uma pessoa que nos brinda com frases como "Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses"; “A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar”; “A esperança é uma droga alucinógena” e “Eu quero desaprender para aprender de novo. Raspar as tintas com que me pintaram. Desencaixotar emoções, recuperar sentidos.”

Aí nos conhecemos ontem, na celebração com diretoras de educação infantil, creches e educação especial e ele me deixou com uma vontade enorme de pelo menos tentar compartilhar com o mundo todo a alegria que senti e a sabedoria que irradiou bem perto de mim.

Por isso resolvi escrever aqui algumas frases que ouvi dele:

“Enquanto vocês trabalharem com crianças, terão a juventudo garantida. Não há nada melhor do que continuar brincando”;

“Quem inventou o nome ‘grade curricular’ deve ter sido um carcereiro desempregado. Que coisa horrorosa!”

“O bom professor não é aquele que dá respostas, mas o que provoca a curiosidade. Ainda vou criar um exército de professores do espanto, aqueles que conseguem causar um novo espanto de curiosidade nas crianças a todo momento”;

“Não temos de fazer muita coisa. As crianças elas mesmas são inteligentes, só temos de ajudá-las”;

"É fácil levar as crianças à escola, mas e aprender? A curiosidade é a sede do intelecto";

E não podia faltar a melhor e mais polêmica. Foi mais ou menos assim: “A inteligência é como o pênis. É isso mesmo que vocês ouviram. Ela é cabisbaixa, preguiçosa, fica olhando pra baixo... Mas com o estímulo certo, ela começa a se animar e daqui a pouco tá viva, vibrante e soltando foguetes!”

kkkk... Viva Rubem Alves! Que o universo nos conceda ainda muitos anos com ele!

11 comentários:

  1. Enfim, parabéns pela extraordinária experiência vivenciada. Com certeza, é uma inspiração divina poder vivenciar isso e obrigada, mas muitíssimo obrigada por compartilhar conosco. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Uma alma iluminada que nos transforma a cada vez que compartilha sua idéias conosco: assim é Rubem. Obrigado, Rafael :-)

    ResponderExcluir
  3. Rafael, sempre li Rubem Alves, e não imaginei que a vida me daria o presente de estar perto dele...

    Sei que quando sentei para ouvi-lo, o mundo em volta deixou de existir, e eu “bebi” as palavras de Rubem, como uma criança sedenta.

    Enquanto o escutava, pensei sobre a Educação Carioca, pois sinto que é isso que nós queremos para nossos pequenos: Autonomia, curiosidade,investigação, vontade, sede, beleza, Boniteza (como dizia Paulo Freire).

    Foi por isso que nossa Secretária escolheu Rubem Alves para falar conosco(diretoras de creche), pois ela também possui essa paixão que move o mundo.

    Hoje, na reunião de Avaliação, contei para as meninas da creche algumas das frases de Rubem, e da energia forte que ele transmitia. Mesmo sendo um senhor de 78 anos, o tom da sua voz vibrava com o desejo de contagiar a todos a transformar a educação em algo maravilhosamente espantoso.

    Tudo em Educação pode ser espetacular, fantástico, belo!

    Saí de lá com os olhos vermelhos e a alma regada de esperança!

    ResponderExcluir
  4. Rafael, eu já estava com uma pontinha de inveja das diretoras da Educação Infantil, mas depois que soube da palestra do Rubem Alves... Nossa!
    Sua postagem foi para mim como experimentar um pedacinho do que deve ter sido tudo por lá.
    Você descreveu muito bem a sensação de estar perto de um homem de tamanha inteligência e sensibilidade.
    A-d-o-r-e-i: "A inteligência é como o pênis!"
    Fantástico!!!!

    ResponderExcluir
  5. Ah que bom, acho que posso entrar para este exército de professores do espanto. Eu me encantei ao assistir um vídeo onde ele falava sobre isto! São homens como Rubem Alves que não me deixam esmorecer!Muito lindo seu relato e compartilho de suas palavras, Rafael!

    ResponderExcluir
  6. Lindo...simplesmente lindo, mas ao começar a ler, pensei a mesma coisa sobre você!"Eu gosto de gente que brilha e que te deixa com vontade de grudar nelas e nunca mais largar. Mas tem uns que ainda conseguem ir além! Que irradiam e que te emocionam, te inspiram, te dão uma alegria gigantesca e instantânea pelo simples fato de estar vivo."

    ResponderExcluir
  7. Que inveja!! Sou a-p-a-i-x-o-n-a-d-a por ele!! Ainda bem que existem pessoas assim! Tenho vários livros dele e um dos que mais gosto é um de co-autoria com a Elisa Lucinda: recomendo! Beijo, Ju

    ResponderExcluir
  8. Realmente é muito bom ouvir o Rubem. Ele é muito bom, nos encanta com sua sabedoria e forma deliciosa de se expressar e nos encantar.
    Agora, vou te falar...você também é muito bom nisso heim! Também tive um encantamento quando ouvi vc falar de seus SONHOS. Também me arrepiei e me senti muito especial por estar ali, fazer parte. Foi demais!

    ResponderExcluir
  9. Ele mereceu cada uma de nossas palmas. Maravilhoso! Cresci com ele durante as leituras de seus livros e artigos ao longo de minha carreira. Obrigado Rubens por me ajudar a pensar e ser uma pessoa melhor. Foi muito bom vê-lo, ouvi-lo mais uma vez. Marilene Rangel - Creche Yara Amaral 6ªCRE

    ResponderExcluir
  10. Esse conceito de pessoas brilhantes é perfeito para o Rubem Alves. Já leu 'escutatória"?
    Eu quero fazer parte deste exércitos de professores do espanto.
    Tô com uma inveja branca de vc Rafael Parente!

    ResponderExcluir